AVALIAÇÃO DO USO DE ANTIMICROBIANOS E PERFIL DE USUÁRIOS DE UMA FARMÁCIA DO SUL DE MINAS GERAIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.2778

Nathália Montanari TRINDADE, Cláudio Daniel CERDEIRA, Gérsika Bitencourt SANTOS

Resumo


O uso indiscriminado de antimicrobianos acarreta em prejuízos a saúde humana e principalmente conduz a seleção de microrganismos resistentes aos antimicrobianos, agravando ainda mais esta questão que atualmente representa um sério problema de saúde pública. Um dos fatores que conduz ao uso irracional de antimicrobianos é o desconhecimento por parte da população quanto a esta classe de medicamentos, neste contexto, este estudo buscou analisar o perfil da utilização de antimicrobianos a partir de uma pesquisa em pacientes atendidos em uma Farmácia de uma cidade do sul de Minas Gerais/MG, delineando o perfil de cada usuário e visando conhecer as formas de obtenção do medicamento pelo paciente, bem como quais antimicrobianos são mais consumidos e suas finalidades. Entre os 100 entrevistados (74% do sexo feminino), a faixa etária mais prevalente foi entre 12-40 anos, e a escolaridade mais frequentemente relatada dos entrevistados considerada baixa. Entre os antibióticos usados pelos entrevistados, amoxicilina (31%), azitromicina (25%) e amoxicilina + clavulanato de potássio (10%) foram os mais reportados. As finalidades predominantes relatadas pelos usuários foram para o tratamento de infecção de urina (21%), pneumonia (34%) e infecções de garganta (7%) e dente (11%). 57% dos entrevistados entendem para que os antimicrobianos são usados, 54% afirmam já terem utilizado antibiótico sem prescrição médica, 58% ficaram sabendo do antibiótico utilizado por profissional de saúde médico ou farmacêutico e 22% dos entrevistados relataram não saber que os antibióticos são uma classe de medicamentos que necessitam de prescrição. Portanto, políticas de saúde pública devem levar em conta à necessidade de melhorias nas estratégias de educação em saúde com relação ao uso de antimicrobianos pela população e isto deve também levar em conta que os profissionais de saúde também sejam o público alvo, desde que eles também tomam parte no processo de prescrição racional do antimicrobiano.


Palavras-chave


Antimicrobianos, Prescrição, Farmácia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.2778

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362