FORMAÇÃO DE MUDAS DE ALFACE EM DIFERENTES BANDEJAS E SUBSTRATOS
DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.3011

Abraão Cicero da SILVA, Vinicius Santos Gomes da SILVA, Bruno Campos MANTOVANELLI, Gilmara Mabel SANTOS

Resumo


Objetivou-se com este trabalho avaliar o melhor tipo de bandeja e substrato a ser utilizado no processo de produção de mudas de alface. O experimento foi conduzido em casa de vegetação da UFRPE. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em arranjo fatorial de 2 x 5 com 4 repetições. Os tratamentos consistiram de dois tipos de bandejas (polietileno e poliestireno), cinco tipos de substratos (comercial Baseplant 100%; Húmus 50% + Areia 50%; substrato comercial Baseplant 33% + Húmus 33% + Areia 33%; substrato comercial Baseplant 50% + Húmus 50% e substrato comercial Baseplant50% + Areia 50%). O número de folhas foi influenciado pelo tipo de substrato, com destaque para os substratos húmus 50% + areia 50% e comercial Baseplant 50% + areia 50%, quanto a bandeja, a do tipo poliestireno proporcionou os melhores resultados para as variáveis estudadas com exceção do comprimento da parte aérea. 


Palavras-chave


Lactuca sativa L, produção, plântulas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.3011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362