REVISTA GLAMOUR: representando socialmente a mulher
DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i2.3284

Júlia Berwanger NUNES, Denise Castilhos de ARAUJO

Resumo


A representação social da mulher pode ser observada em diversas produções midiáticas. Ao longo da história, veem-se, por exemplo, nas páginas das revistas, a representação de uma mulher com determinadas características, as quais contribuem para a construção de determinado perfil físico. A mídia reitera, até hoje, padrões de beleza inalcançáveis para a maioria da população feminina, que influenciam o cotidiano e a autoestima das mulheres. Por este motivo, esta pesquisa busca refletir sobre qual e como a imagem feminina é representada pela revista Glamour. A escolha deste periódico se deu pelo fato de ele apresenta um alto índice de vendagem no Brasil. Para a realização deste estudo, um grupo de mulheres, com idade semelhante ao público-alvo da revista, foi entrevistado com o uso de um questionário sobre a representatividade feminina. Discutem-se os conceitos de revista, representação e beleza com base nas percepções de Ali (2009), Scalzo (2006), Lipovetsky, Bassanezi (2013), Del Priore (2013), Buitoni (2009) e Jodelet (2001).


Palavras-chave


Representação. Revista glamour. Beleza. Mulher. Mídia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i2.3284

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

  Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362