UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E AGROTÓXICOS POR AGRICULTORES DE MUNICÍPIO DO RECÔNCAVO BAIANO
DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.3309

Allana de Oliveira SANTOS, Larissa Rolim BORGES-PALUCH, Tiana Pereira dos Santos CERQUEIRA, André Lacerda Braga TELES

Resumo


Considerando o elevado potencial tóxico dos pesticidas, o seu emprego exige a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). A região do município de Governador Mangabeira-BA, apresenta diversos cultivos com expressivo uso de agrotóxicos. Desta forma, para avaliar a utilização de agrotóxicos e EPIs pelos agricultores deste município, ações como visitas a campo, observação e aplicação de questionário a 60 agricultores foram realizadas em agosto de 2013. Dentre os produtos fitossanitários utilizados 13,5 % são considerados extremamente tóxicos e 5,1% altamente tóxicos e 65% dos entrevistados armazena esses produtos em local inadequado, aumentando a chance da exposição direta. Apenas 33,3% dos entrevistados descartam corretamente as embalagens, 80% não realizam a leitura da bula antes da aplicação e 76,7% não utiliza o conjunto básico de EPIs, demonstrando a grave falta de cuidados na manipulação dos produtos fitossanitários. Sintomas comuns em exposições crônicas a agrotóxicos foram observados, sendo os principais a dor de cabeça (33,3%), tontura (18,3%) e enjoo (8,3%). Esses resultados demonstram a necessidade de intervenção por órgãos responsáveis visando à prevenção de intoxicações, pois essas podem acarretar problemas irreversíveis na saúde dos agricultores e demais envolvidos na aplicação dos agrotóxicos.


Palavras-chave


Toxicologia. Riscos Ocupacionais. Equipamento de Proteção Individual. Agricultura. Sintomas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.3309

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362