CARACTERIZAÇÃO DA IDEAÇÃO SUICÍDA EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

Isabella Maria de Oliveira Miranda, Eduarda Zeuri, Karolina Tank, João Gabriel Barbosa, Nelson Antônio Filho, Laura Ferreira de Rezende

Resumo


Objetivo: Entender e pontuar a prevalência do comportamento de ideação suicida em jovens universitários. Método: Foi utilizado o método sistemático de revisão para a elaboração deste artigo. Resultados: Analisou-se a presença de fatores externos associados às causas prevalentes para a ideia de suicídio, estando dentre eles: o abuso de drogas lícitas e ilícitas; pressão da faculdade e conflitos familiares; e, por fim, fatores internos como saúde mental debilitada e depressão. Todos os fatores pré-dispõem o universitário a um comportamento impulsivo. Entretanto, evidenciou-se que a depressão não é um fator exclusivo para a ideia e efetivação do suicídio. Apesar de todos os riscos discutidos, não foi evidenciado uma ideia de política pública voltada à ideia de suicídio. Conclusão: Observou-se que os sistemas públicos de saúde não dispõem de fatores que possam prevenir distúrbios associados a ideia de suicídio, assim como também não dispõem de intervenção e promoção da saúde mental à população universitária.

 


Palavras-chave


Palavras-chave: Atentado suicida. Adulto jovem. Suicídio universitário. Ideação suicida. Universitários.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i1.3731

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

  Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362