ATIVIDADE ANTIFÚNGICA, SINERGISMO E CITOTOXICIDADE DO EXTRATO ETANÓLICO DA CASCA DE Myroxylon peruiferum L.f

Rafael Pereira, Francisco Ângelo de Matos Neto, Francisca Lidiane Linhares de Aguiar, Elnatan Bezerra de Souza, Hélcio Silva Santos, Carolina Sidrim de Paula Cavalcante, Raquel Oliveira dos Santos Fontenelle

Resumo


Os vegetais são conhecidos por produzir grande variedade de compostos ativos que, atualmente têm se tornando importantes para a busca de novos fármacos. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade biológica do extrato etanólico da casca de Myroxylon peruiferum L. f. A concentração inibitória mínima (CIM) e concentração fungicida mínima (MFC) foram determinadas pelo método de microdiluição em caldo. Enquanto que a análise para verificar o potencial sinérgico do extrato foi através do método chekerboard, e a atividade hemolítica foi determinada para analisar o perfil citotóxico da espécie estudada. O extrato bruto e a fração clorofórmio apresentaram CIM≤0,625 mg.mL-1 e MFC≤ 1,25 mg.mL-1. A fração acetato de etila apresentou CIM ≤1,25 mg.mL-1 e MFC≤2,5 mg.mL-1. A atividade hemolítica mostrou que nas concentrações de 0,039; 0,078; 0,156; 0,312; 0,625; 1,25 e 2,5 mg/mL, a percentual de hemólise variou entre 0,19 % até 40,88 %, apresentando que o extrato é moderadamente citotóxico para os eritrócitos humanos. Neste contexto, a planta mostra-se como uma fonte promissora de matéria-prima na produção de novos medicamentos fitoterápicos, pois a espécie estudada mostra-se com relevantes atividades biológicas.


Palavras-chave


Microdiluição em caldo. Citotoxicidade. Sinergismo. Medicina Popular.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i1.3751

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

EBSCO Funadesp

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362