CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA MANUTENÇÃO DO CATETER CENTRAL DE INSERÇÃO PERIFÉRICA NO RECÉM-NASCIDO
DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.4021

Lucília Aparecida SIRQUEIRA, Karinne Ferreira de SOUZA

Resumo


Introdução: O cateter central de inserção periférica (CCIP) é realizado em Recém Nascidos (RNs) de baixo peso, que necessitam desse dispositivo intravenoso para administração de fármacos e outros componentes necessários ao tratamento para garantir a sobrevida, sendo que a inserção é realizada por enfermeiros habilitados e médicos neonatologistas. Várias são suas vantagens e complicações, que vão desde sua inserção até sua remoção. A manutenção desse cateter de forma adequada, mantém o mesmo seguro e eficiente. Objetivo: Analisar evidências científicas disponíveis acerca dos cuidados para manutenção do PICC em RN. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, exploratória, descritiva, a partir de pesquisas em bancos de dados virtuais cujo recorte temporal foi de 2001 a 2014.Resultados/Discussão: A manutenção do PICC, depende necessariamente da capacitação e educação permanente e empenho da equipe de enfermagem. Reconhecer a importância da análise e do cuidado diário do curativo. Considerações finais: Compete ao enfermeiro em neonatologia estar capacitado e respaldado por conhecimentos científicos, a fim de realizar a inserção, manipulação, manutenção do PICC e capacitar sua equipe, com isto garantir a integridade dos dispositivos e qualidade a assistência prestada.


Palavras-chave


cateterismo venoso central, cateter epicutâneo, PICC, enfermagem neonatal, terapia intensiva neonatal, cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v15i1.4021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

 Resultado de imagem para periodicos capes   Latindex    Harvester    Ibict      Pkp

 

 

Sumarios   DOAJ   LivRe   Dialnet

 

EBSCO   Funadesp 

 

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362