GERMINAÇÃO E CRESCIMENTO INICIAL DE PLÂNTULAS DE ESPÉCIES DE DIFERENTES PROCEDÊNCIAS DO GÊNERO Schizolobium spp.

Fernando Costa Cavalcante Noronha, Luciano Cavalcante de Jesus França, João Paulo Fernandes Conceição, Bruno Ettore Pavan, Séfora Gil Gomes de Farias

Resumo


Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito das diferentes espécies e procedências do gênero Schizolobium na germinação das sementes e crescimento inicial das plântulas. Foram avaliadas duas espécies, sendo elas o S. parahyba e o S. amazonicum, onde as procedências da primeira foram de Ribeirão Grande – SP e Jaboticabal – SP e as da segunda foram de Belém – PA e Dom Elizeu – PA, estado do Acre e Mato Grosso. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado com 4 repetições e 25 sementes por parcela experimental. Foram avaliados no trabalho a porcentagem de germinação, o índice de velocidade de germinação, o índice de velocidade de emergência, porcentagem de sobrevivência, o comprimento da radícula e o comprimento da parte aérea da plântula. A procedência do Acre mostrou-se inferior às demais, em que se pressupõe que a mesma apresente menor potencial para plantio comercial. Das procedências apresentadas, a originada do estado de Mato Grosso foi a que apresentou os melhores resultados.

Palavras-chave


Produção de mudas. Variabilidade genética; Domesticação de plantas; Paricá; Sementes Florestais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i2.4430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

EBSCO Funadesp

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362