ANTAGONISMO DE TRICHODERMA SPP. A FUSARIUM SOLANI E OS EFEITOS NA ATIVIDADE FOTOSSINTÉTICA DA MELANCIEIRA

Maria Gilmara Soares

Resumo


O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial de biocontrole in vitro e in vivo de isolados de Trichoderma spp. a Fusarium solani na melancieira. Dois isolados de Trichoderma (sp1 e sp2) foram confrontados diretamente com um isolado de F. solani patogênico a cultura. Discos de micélio de 0,5 mm de diâmetro do patógeno e antagonista foram plaqueados em meio batata-dextrose-ágar (BDA) e as placas mantidas em estufa incubadora tipo B.O.D, a 28 ± 2 °C com fotoperíodo de 12 h. Os diâmetros das colônias foram medidos diariamente durante oito dias. Para o ensaio in vivo, inóculos de F. solani. e Trichoderma spp. foram produzidos em substratos areno-orgânicos e adicionados nas concentrações de 4 e 6%, individualmente e associados. Ambos os isolados de Trichoderma spp. apresentaram efeito antagônico sobre o crescimento micelial de F. solani. Houve incidência da doença em todos os tratamentos resultante da interação Trichoderma sp1. e F. solani. O isolado Trichoderma sp1 reduziu a severidade da doença ocasionada por F. solani e proporcionou maiores valores de fotossíntese, transpiração e condutância estomática.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v17i2.5017

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

 

 

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

 

EBSCO Funadesp

 

Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362