ESTIMATIVAS DA TAXA DE ENTREGA DE SEDIMENTOS E ÁREAS SUSCEPÍTVEIS À EROSÃO EM UMA BACIA HIDROGRÁFICA NO SUL DE MINAS GERAIS – BRASIL

Vanessa Alves Mantovani, Jhones da Silva Amorim, André Ferreira Rodrigues, Rubens Junqueira, Ronan Naves Carvalho, Alisson Souza de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar a perda de solo e a taxa de entrega de sedimentos, bem como as áreas mais susceptíveis à erosão para o ano de 2016 em uma bacia hidrográfica situada no município de Lavras-MG. Para determinar a taxa de entrega de sedimentos foram aplicados os modelos RUSLE e MUSLE, sendo que para aplicação do segundo apenas a erosividade da chuva foi alterada, e calculado com base na Curva Número e Hidrograma Unitário Triangular. A taxa anual de perda de solo foi de 37,54 ton.ha-1, entretanto, 69% da bacia hidrográfica apresentou uma taxa anual de perda de solo baixa, de até 5 t.ha-1. A perda de solo total obtida com a MUSLE foi de 0,518 t.ha-1.ano-1, sendo que 66% foi gerado em apenas um evento. A taxa de entrega de sedimento anual na bacia hidrográfica foi de 1,38%, valor este muito próximo ao encontrado na literatura para a mesma região. A aplicação dos modelos RUSLE e MUSLE mostrou-se adequada para estudo da taxa de entrega de sedimentos. Observou-se a necessidade da alteração do uso do solo e aplicação de práticas conservacionistas a fim de reduzir a perda de solo e a taxa de entrega de sedimentos.


Palavras-chave


Perda de solo. RUSLE. MUSLE. Conservação do solo. Escoamento superficial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i2.5061

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

EBSCO Funadesp

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362