CRISE PETROLÍFERA E O DESCASO FERROVIÁRIO: DA DEPENDÊNCIA AO COLAPSO

Bruno Lopes da Silva, Tainara Alexandre Sarmento, Vanessa Érica da Silva Santos, Fernanda Beatryz Rolim Tavares

Resumo


O presente artigo trata da problemática da crise petrolífera e da omissão brasileira no que diz respeito as malhas ferroviárias do país como uma alternativa para a agilizar e baratear os custos de transporte. Utilizou-se de metodologia bibliográfica e exploratória, objetivando explanar a Greve dos Caminhoneiros e suas consequências tanto dentro da sociedade quanto no ordenamento jurídico que a rege, no qual se analisou leis concernentes como a Lei de Greve, CLT e Lei Antitruste. Dessa forma, foi possível abordar as malhas ferroviárias como uma opção para diminuir as importações de derivados do petróleo e assim diminuir os custos com o qual o governo arca, dando ênfase ao descaso com o qual essa opção bastante beneficente é tratada e destacando os diversos benefícios do investimento em ferrovias. Vale ressaltar que a referida pesquisa pautou-se nos mais variados pesquisadores, revistas e demais meios necessários

Palavras-chave


Petróleo. Ferrovias. Greve. Caminhoneiros. Governo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v17i1.5063

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

 

 

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

 

EBSCO Funadesp

 

Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362