DESAFIOS, EXPERIÊNCIAS E ESTRATÉGIAS DE ADOÇÃO DA GOVERNANÇA EM COOPERATIVAS

Adelar Francisco Baggio, Daniel Knebel Baggio, Martinho Luis Kelm

Resumo


O presente artigo tem como objetivo principal identificar as principais preocupações dos dirigentes de cooperativas com relação à governança e propor contribuições que possam servir de orientações para acelerar sua adoção nas respectivas organizações. Refere-se a um estudo qualitativo e descritivo. A coleta de dados ocorreu junto aos dirigentes de cinco cooperativas localizadas no Rio Grande do Sul, a partir de entrevistas semi-estruturadas. O diagnóstico expresso no trabalho disponibiliza valiosos subsídios que poderão servir de referência ou ponto de partida para estudos mais aprofundados e formulação de estratégias visando a implantação da governança nas cooperativas. De forma resumida, pode-se afirmar que não existe uma compreensão consolidada sobre governança nas cooperativas e que, ainda, não existe uma disposição fortemente deliberada para a sua adoção. Portanto, sugere-se que haja maior estímulo e divulgação por parte do Sistema Cooperativista e das Universidades junto aos dirigentes de cooperativas, assegurando, assim, a motivação e a coragem que viabilizem sua adoção, oportunizando melhores resultados para os cooperados e a comunidade das suas respectivas regiões.

Palavras-chave


Governança. Cooperativas. Cooperativismo. Governança Cooperativa. Governança Corporativa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v17i1.5084

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

 

 

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

 

EBSCO Funadesp

 

Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362