AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE VARIEDADES TRADICIONAIS DE MILHO

Talita Neres Queiroz, Adrielen Laiza Valiguzski, Catiane dos Santos Braga, Sérgio Alessandro Machado Souza, Adriano Maltezzo da Rocha

Resumo


Variedades tradicionais de milho não possuem o potencial produtivo das cultivares, mas são providas de grande variabilidade genética, e isso é imprescindível para o sucesso dos programas de melhoramento genético de plantas. Dessa forma, o objetivo desse estudo foi avaliar a qualidade fisiológica de quatro variedades tradicionais de milho (Zea mays L.) usando teste de germinação e vigor, e assim, identificar variedades promissoras para serem explorados em programas de melhoramento genético. O experimento foi conduzido no laboratório de Tecnologia de Sementes e Matologia na Universidade do Estado de Mato Grosso, campus de Alta Floresta. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado com 4 tratamentos (variedades de milho) e quatro repetições com 50 sementes cada, totalizando 200 sementes avaliadas por variedade. Foram avaliados o percentual de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento de parte aérea e radicular, contagem de plantas normais e anormais, massa fresca da parte aérea e radicular e massa seca da parte área e radicular. Todos os testes, exceto a massa fresca da parte radicular foram eficientes para classificar as variedades quanto a qualidade fisiológica da semente. A variedade 2 mostrou-se a de melhor qualidade fisiológica com os maiores valores médios para os atributos em estudo, enquanto que a variedade 4 mostrou-se menos promissora para fins de uso de seus recursos genéticos em programas de melhoramento genético de plantas.

Palavras-chave


Emergência; Germinação; Recursos genéticos; Vigor. Zea mays L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v17i1.5130

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

 

 

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

 

EBSCO Funadesp

 

Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362