PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS A ACIDENTES COM MOTOCICLISTAS EM MINEIROS-GO

Letícia Costa Santos

Resumo


Os acidentes de trânsito constituem um problema de saúde pública. Este estudo de cunho descritivo, com abordagem quantitativa, objetivou descrever o perfil epidemiológico das vítimas de trauma por acidentes de motocicletas atendidas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Mineiros, Goiás. No período analisado, de junho a agosto de 2018, foram 291 atendimentos registrados, predominando vítimas do sexo masculino, jovens e adultos jovens. O maior número de atendimentos foi as segundas-feiras, pela manhã. As vítimas desses acidentes foram levadas ao atendimento hospitalar na maioria das vezes por eles próprios. O uso de capacete foi relatado por 3,8% desses usuários e 4,4% deles havia consumido álcool no momento do acidente. As escoriações foram observadas em 140 vítimas; membros e pelve foram as topografias corporais mais lesadas; a dor foi o sintoma mais mencionado. Essas características podem apoiar a conscientização da população e fornecer dados para órgãos públicos a fim de propiciar o desenvolvimento de políticas de prevenção de acidentes e promoção da saúde.

 


Palavras-chave


Acidentes de Trânsito; Motocicletas; Epidemiologia; Lesões; Traumatologia.



DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v1i18.5929

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

 

 

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

 

EBSCO Funadesp

 

Resultado de imagem para crossref

 

 

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362