PRODUTIVIDADE E CRESCIMENTO DA MAMONEIRA EM PLANTIO ADENSADO SOB DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO

Wezer Lismar MIRANDA, Luiz Gonzaga de CARVALHO, Gleice Aparecida de ASSIS, Pedro CASTRO NETO, Fátima Conceição REZENDE, Adriano Valentim DIOTTO

Resumo


O anseio pela melhora da rentabilidade agrícola tem levado ao emprego de técnicas variadas que vinham sendo relegadas ao cultivo da mamoneira. Dentre estas, cita-se o adensamento e a irrigação. Assim, com o presente trabalho objetivou-se avaliar características de produção e crescimento da mamoneira cultivada em espaçamento adensado e irrigada com base em diferentes níveis de tensão de água no solo. O experimento foi conduzido na área de pesquisa do setor de Agrometeorologia e Climatologia da Universidade Federal de Lavras, em Lavras – MG, no período de março a setembro de 2010. O espaçamento de plantio foi de 0,30 m entre plantas e 0,70 m entre linhas. Avaliou-se altura do caule, diâmetro de copa, peso das sementes com baga e peso das sementes sem baga. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram de: uma testemunha sem irrigação (T0) e da irrigação sempre que o potencial matricial a 0,20 m de profundidade atingiu os valores de 15 (T1), 30 (T2), 45 (T3) e 60 kPa (T4). O tratamento T1 foi o que apresentou maior produtividade e crescimento. A produtividade deste tratamento foi de 4700 kg ha-1, enquanto a da testemunha foi de 460 kg ha-1.


Palavras-chave


Ricinus communis; Safrinha; Espaçamento; Tensiômetro;Gotejamento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/st.v1i1.4054

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                       

                        

ISSN 2526-690X