A REGULARIZAÇÃO DA VAZÃO COMO INDICADOR DE PRESSÃO HIDROLÓGICO E GEOMORFOLÓGICO NO SISTEMA ESTUARINO DO RIO SÃO FRANCISCO

Cleidinilson de Jesus Cunha, José Wellington Carvalho Villar, Lidriana de Souza Pinheiro

Resumo


A regularização da vazão tem implicação direta no sistema hidrológico e geomorfológico do Baixo São Francisco (BSF), com reflexos nos processos de erosão e sedimentação concebendo no contexto da relação homem-natureza novas referências com a dinâmica ambiental. O objetivo deste trabalho foi estudar as alterações geomorfológicas (erosão/sedimentação) e hidrológicas ocasionadas pela regularização da vazão das usinas hidrelétricas e suas implicações ao complexo socioambiental do estuário. A opção pela abordagem sistêmica privilegiou a percepção do todo e de suas conexões no âmbito da complexidade de interações da dinâmica ambiental do BSF. A análise integrada da paisagem proposta pelo estudo, representa arcabouço metodológico e teórico determinante para o planejamento e desenvolvimento de sistemas produtivos sustentáveis (agroecossistemas). A utilização de dados secundários, observação direta, análise cartográfica e roteiro de entrevistas constituíram-se em importante ferramenta para o presente estudo. Os processos de erosão e sedimentação foram alterados com a regularização de fluxos do canal fluvial, contribuindo para a aceleração da erosão marginal, assoreamento e formação de bancos de areia e transformações na foz e litoral adjacente, com implicações no complexo ambiental, representado pela base de recursos naturais e nas diversas atividades desenvolvidas em agroecossistemas familiares tradicionais e modernos.

Palavras-chave


Dinâmica ambiental. Geomorfologia Fluvial. Estuário São Francisco.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/st.v0i0.5217

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                   image.png             Sumários.org

                        

ISSN 2526-690X