ANÁLISE TEMPORAL DO USO DO SOLO NO TRECHO SUBMÉDIO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO

Ana Helena Coelho Medeiros, Cláudia Ricardo de Oliveira, Érika Alves Tavares Marques, Janaína Maria Oliveira de Assis, Maria do Carmo Sobral

Resumo


O estudo teve como objetivo avaliar o uso do
solo nas proximidades do reservatório de sobradinho, localizado
no trecho da bacia hidrográfica do Submédio São
Francisco. Para elaboração do trabalho, foram utilizadas
imagens de satélite TM-LANDSAT 5 e 8, disponibilizadas
pelo United States Geological Survey (USGS) para os anos
de 1985, 2001 e 2016, anos selecionados por apresentarem
anomalias climáticas. O pré-processamento das imagens foi
feito através de softwares de geoprocessamento, através da
ferramenta Máxima Verossimilhança (MaxVer) do
SPRING- 5.4.3. Para classificação do uso do solo foram utilizadas
cinco categorias: agricultura, área urbana, água, solo
exposto e caatinga. Após a classificação foi verificado que
no ano 2001, teve uma diminuição de 6,94% de espelho de
água do reservatório em relação ao ano de 1985, esse resultado
foi justificado pelas anomalias climáticas observadas
nesses períodos, uma vez que o primeiro ano foi diagnosticado
como sendo seco e o segundo como extremamente
úmido. As demais classes: solo exposto, área urbana e agricultura
tiveram um aumento de 15,96%, 5,30% e 2,23%
respectivamente em 2016. Foi observado ainda, que no entorno
no reservatório de Sobradinho, predominam grandes
perímetros irrigados com atividade de cultivos de ciclo longo
e que as principais técnicas de irrigação empregadas são:
gotejamento, aspersão e microaspersão.

Palavras-chave


Reservatório de água. Uso de solo. Agricultura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/st.v0i0.5218

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                   image.png             Sumários.org

                        

ISSN 2526-690X