A RECUPERAÇÃO DA MATA CILIAR DO RIO APODI-MOSSORÓ ATRAVÉS DO PROJETO MARGEM VIVA: ESTUDO DE CASO

Rômulo Fonseca da Silva, Ramiro Gustavo Valera Camacho

Resumo


A preservação das matas ciliares é fator preponderante, no Brasil e no mundo, na manutenção do equilíbrio ecológico das mesmas e dos cursos d’água que delas dependem de forma direta. As funções atribuídasàessavegetação,amparadaporleifederal,queestáassociadaaosmananciais,vêmmostrando sua significância ao longo dos tempos. Visando a recuperação de áreas degradadas das margens do rio Apodi-Mossoró, o Projeto Margem Viva foi implantado no ano de 2008, através de Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público do estado do Rio GrandedoNorte,oIDEMA(InstitutodeDefesadoMeioAmbientedoEstadodoRioGrandedoNorte) e indústrias produtoras de sal marinho, através do plantio de mudas de espécies nativas produzidas em viveiro. A implantação e evolução do projeto através do estudo das atividades de uma das empresas envolvidas, ao longo dos anos de sua execução, será realizado através das análises de documentos gerados, avaliação da eficiência do PRAD (Plano de Recuperação de Áreas Degradadas) aplicado e verificação do índice de sobrevivência das espécies plantadas. Resultados notórios de revegetação são esperados, habilitando (ou não) a técnica a ser aplicada em outros locais com idênticaproblemática.


Palavras-chave


Bacia hidrográfica. Mata ciliar. Restauração. Rio Apodi-Mossoró. Semiárido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5892/st.v0i0.5233

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                   image.png             Sumários.org

                        

ISSN 2526-690X