AS METACANÇÕES E A ACUMULAÇÃO DE SENTIDOS SOBRE O ATO DE CANTAR NA CANÇÃO FOLCLÓRICA ARGENTINA

Nathan Bastos de Souza

Resumo


O objetivo deste artigo é estudar a acumulação de sentidos sobre o ato de cantar em três metacanções argentinas gravadas por Soledad Pastorutti, quais sejam, “Canta Pais”, letra de Horacio Guarany, “Si de cantar se trata”, letra de Facundo Saravia, e, por fim, “Somos el pueblo”, letra de Soledad Pastorutti, Chaqueño Palavecino e do quarteto Los Nocheros. A revisão de literatura privilegia a questão da ética da responsabilidade, advinda da reflexão de M. Bakhtin. Os resultados permitem a construção de uma tese: o discurso presente nas três metacanções apresenta diretrizes diferentes de luta, mas todas confluem para a questão de que é preciso entrar na luta com o corpo (e com a voz) para diminuir as diferenças sociais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester