A ELASTICIDADE SINUOSA DAS LINHAS: SOBRE O CONFLITO DA FORMA EM DORAMUNDO (1956), DE GERALDO FERRAZ

Leda Botton (USP)

Resumo


Doramundo foi publicado por Geraldo Ferraz em 1956, associando-se tanto à prosa brasileira que se distanciava do realismo dos anos 1930 e 1940 quanto a uma discussão mais abrangente da tradição do romance, cuja disputa entre o apelo da realidade ou da ficção constitui uma de suas indissociáveis crises. Assemelhando-se àqueles que, então sobretudo pelo nouveau roman, buscavam novas formas de expressão — menos apegadas a um realismo à Balzac e mais direcionadas à arte narrativa como um objeto em si —, o livro traz à tona conflitos imanentes a esse gênero contraditório e plástico. Neste ensaio interessa considerar a intervenção consciente de um escritor de atuação bastante engajada, abordando como conflitos inerentes ao gênero ganham forma em Doramundo e em que medida eles representam aproximações ou distanciamentos do romance dito tradicional, permitindo o acesso ao real por meio de outras vias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester