ALICE E ALICE NO ESPELHO: APRISIONAMENTO E LIBERDADE FEMININA EM REUNIÃO DE FAMÍLIA, DE LYA LUFT

Stephany Mingure Moure Porto (UNINCOR)

Resumo


O romance Reunião de família, publicado por Lya Luft em 1982, é o terceiro livro de uma trilogia dedicada ao tema das relações familiares. A história centra-se em uma família marcada pelo poder opressor do pai, identificado apenas como “Professor”. Este pai é responsável, segundo afirma a narradora do romance, Alice, pela vida desacertada de seus irmãos Renato e Evelyn e pela forma obsessiva com a qual ela busca formatar sua família, construída de modo bastante tradicional. O romance tem início quando Aretuza, esposa de Renato, convoca uma reunião familiar para tratar da saúde de Evelyn, que perdeu seu filho em um acidente, mas não aceita sua morte. Esse artigo reflete sobre a construção dual de Alice, narradora e protagonista da narrativa, e sobre seu aprisionamento familiar aos papéis de mãe e esposa.

PALAVRAS-CHAVE: Figura feminina, violência simbólica, papéis femininos, Reunião de família.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester