O EFEITO SÁDICO PROVOCADO PELAS PERSPECTIVAS JORNALÍSTICA E TESTEMUNHAL NO CONTO “O MONSTRO”, DE SÉRGIO SANT’ANNA

Rodrigo Donizeti Mingotti (UNESP)

Resumo


A análise proposta neste artigo focaliza o caráter estrutural do texto jornalístico e da literatura de testemunho no premiado conto “O monstro”, de 1994, do escritor brasileiro Sérgio Sant’Anna. Abordando os temas da violência moral e criminal no conto, o escritor explora o sadismo e o voyeurismo do público-leitor que focaliza o desejo e o prazer sobre a bestialidade e a dor. Esse efeito de prazer, por sua vez, é resultante da peculiaridade da linguagem jornalística em compromisso com a realidade e a verdade dos fatos, como também do atributo da literatura testemunhal que preza pelo real. Entende-se, a partir dessas acepções, que em “O monstro” operam-se recursos próximos ao factual a fim de demonstrar a posição de interesse sádico do leitor em se conhecer e desfrutar das histórias de violência e horror, seja na narrativa literária, seja na jornalística.

Palavras-chave


Literatura; Jornalismo; Violência; Sadismo; Sérgio Sant’Anna

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Marine Souto; GONÇALVES, Claudio do Carmo. Aspectos da ficção contemporânea na pós modernidade: uma leitura do conto “O monstro”, de Sergio Sant’Anna. Cerrados, Brasília, v. 19, p. 319-331, 2010.

BARBOSA, Aline Leal Fernandes. Sob o Sol de Hilda Hilst e Georges Bataille. 2017. 182 f. Tese (Doutorado em Literatura, Cultura e Contemporaneidade) – Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2017.

BATAILLE, Georges. A literatura e o Mal. Tradução de Suely Bastos. Porto Alegre: L&PM, 1989.

CASTRO, Catarina de. Cómico. In: CEIA, Carlos (coord.). E-Dicionário de Termos Literários. [S. l.: s. n.], 2009. Disponível em: https://edtl.fcsh.unl.pt/encyclopedia/comico/. Acesso em: 9 set. 2020.

COIMBRA, Oswaldo. O texto da reportagem impressa: um curso sobre sua estrutura. São Paulo: Ática, 1993.

FOUCAULT, Michel. Prefácio à transgressão. In: MOTTA, Manoel Barros da (org.). Estética: literatura e pintura, música e cinema. Tradução de Inês Autran Dourado Barbosa. 2. ed. Coleção Ditos e escritos III. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009, p. 28-46.

GRACIANO, Igor Ximenes. O mal narrado: voyeurismo e cumplicidade na narrativa de “O monstro”, de Sérgio Sant’Anna. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, nº. 28. Brasília, jul./dez. de 2006, p. 97-111, 2006.

GRUBER, Daniel Fernando; SARAIVA, Juracy Ignez Assmann. A narrativa literária no conto-reportagem: jornalismo e literatura na Revista Realidade. In: ENCONTRO NACIONAL DE LÍNGUA E LITERATURA – CULTURA E LITERATURA: REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO URBANO, 5., 2013, Novo Hamburgo. Anais [...]. Novo Hamburgo: Feevale, 2013, p. 1-15. Disponível em: https://bityli.com/1nE6I. Acesso em: 29 jul. 2020.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou Matéria, Palavra e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil. Tradução de Rosina D’Angina. São Paulo: Martin Claret, 2014.

LACOSTE, Jean-Yves; O’DONAVAN, Olivier. Mal. In: LACOSTE, Jean-Yves (org.). Dictionnaire critique de théologie. Paris: Presses Universitaires de France, 2007, p. 832-835.

LAVORATI, Camila; TEIXEIRA, Nincia Ribas Borges. Confluências entre literatura e jornalismo, um estudo de 1968: o que fizemos de nós. Verso e Reverso Revista da Comunicação, v. 23, n. 52, ano XXIII, jan./abr., 2009. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/versoereverso/article/view/5788/3014. Acesso em: 21 jul. 2020.

LOPES, Paula Cristina. Linguagem literária e linguagem jornalística: Cumplicidades e distâncias. Biblioteca on-line de Ciências da Comunicação, Covilhã, 2010, p. 1-8. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/bocc-lopes-cumplicidade.pdf. Acesso em: 21 jul. 2020.

MENDES, João Maria. Por Quê Tantas Histórias: O Lugar do Ficcional na Aventura Humana. Coimbra: Minerva, 2001.

PONTE, Cristina. Leitura das Notícias: Contributos para uma Análise do Discurso Jornalístico. Lisboa: Livros Horizonte, 2004.

SANT’ANNA, Sérgio. O monstro. SANT’ANNA, Sérgio. O monstro: três histórias de amor. São Paulo: Companhia das Letras, 1994, p. 39-80.

SANTOS, Luís Alberto Brandão. Um olho de vidro: a narrativa de Sérgio Sant’Anna. Belo Horizonte: UFMG/FALE, 2000.

SELLIGMANN-SILVA, Márcio. Literatura, testemunho e tragédia: pensando algumas diferenças. SELLIGMANN-SILVA, Márcio. O local da diferença: ensaios sobre memória, arte, literatura e tradução. São Paulo: Editora 34, 2005.

SELLIGMAN-SILVA, Márcio. História, memória, literatura: o testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp/FAPESP, 2003.

WOLFE, Tom. Radical Chique e o Novo Jornalismo. Tradução de José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717

Editora: Profa. Dra. Cilene Margarete Pereira (UninCor) - Período: 2019-2020

Editor: Prof. Dr. Luciano M. Dias Cavalcanti (UNICAMP) - Período: 2019-2020


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
                               Harvester