SISTEMA INTENSIVO X EXTENSIVO NA CRIAÇÃO DE GADO DE CORTE

Maria Clara Pereira Inácio, Higor Forasteiro Baldi, Cláudia Ferreira dos Santos, Luciano Sanches Oliveira, Carlos Eduardo C. Ferreira, Ramiro Machado Rezende, Alexandre Tourino Mendonça

Resumo


A pecuária mundial está em constante desenvolvimento, e o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial na exportação de carne bovina (USDA, 2016). Posição essa que têm levado os produtores a administrar suas fazendas como empresas. No presente trabalho, foram analisados dois sistemas de produção mais adotados na pecuária brasileira: o extensivo e o intensivo, conhecidos popularmente como a pasto e confinamento. A partir dos aspectos administrativos e agropecuários envolvidos compararam-se três fazendas no sul de Minas Gerais. Essa pesquisa ocorreu a campo, realizando-se com o produtor um questionário contendo todas as variáveis presentes no sistema de produção. Adaptou-se a metodologia de Lopes e Carvalho (2000), com tabelas pré-elaboradas para direcionar os cálculos de custo operacional total, custos fixos e variáveis. Utilizou-se a cotação atual da arroba de carne bovina para calcular a remuneração do capital investido e ponto de nivelamento operacional, chegando-se ao final na demonstração do lucro ou prejuízo da atividade em cada fazenda. Ao final do estudo, percebeu-se que o sistema extensivo foi o que demonstrou rentabilidade, porém isso ocorreu em apenas uma propriedade. Os dois confinamentos analisados mostraram prejuízo final. Assim, o sistema intensivo mostrou-se inviável, tendo como fator prejudicial o custo da alimentação e o alto valor de aquisição dos animais. A criação extensiva apresentou lucro e o melhor custo benefício para o produtor, porém isso ocorreu em apenas uma propriedade. Conclui-se assim, que o resultado será reflexo do conhecimento prévio de mercado e dos fatores que envolvem o custo operacional.


Palavras-chave


Pecuária. Administração. Carne. Bovino. Custo.



DOI: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i1.4642

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:

Resultado de imagem para periodicos capes Latindex Harvester Ibict Pkp

Sumarios DOAJ LivRe Dialnet

EBSCO Funadesp

Resultado de imagem para crossref

ISSN: 1517-0276

EISSN: 2236-5362