A ORDEM DO TRÁGICO NA TRAJETÓRIA DE CAROLINA MARIA DE JESUS

Naiva Batista Ferreira (UFAM)

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar brevemente a trajetória de Carolina Maria de Jesus, partindo da ideia de que ela perpassa o caminho do trágico quando da sua caminhada literária antes e pós publicação de “Quarto de despejo - Diário de uma favelada”. Parte-se da concepção moderna de Albin Lesky de que “o trágico é inerente à vida humana” e é “o que designamos por possibilidade de relação com o nosso próprio mundo. [...] quando nos sentimos atingidos nas profundas camadas de nosso ser, é que experimentamos o trágico”. Para subsidiar nosso olhar neste estudo, utilizamos alguns teóricos que nos auxiliaram nesta caminhada, como Marcio Seligmann-Silva (2008) Albin Lesky (2015 ), Aristoteles (2000), Terry Eagleton (2013), Jean-Pierre Vernant e Pierre Vidal-Naquet (2014)


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester