OLHANDO PARA O INVISÍVEL: UM EXAME DAS REPRESENTAÇÕES EM INVISIBLE MAN DE RALPH ELLISON

Allysson Casais (UFF)

Resumo


Neste trabalho, tive como objetivo analisar as representações do negro no romance Invisible Man [Homem Invisível] (1995) de Ralph Ellison. O obra é sobre um narrador que conta sua história de vida, que expande da sua infância no sul dos Estados Unidos a sua juventude nas ruas de Harlem, em Nova Iorque, para explicar ao leitor como que ele, o narrador, chegou a sua atual condição de invisibilidade. Tomando como base teorias discutidas por Said (1979), Fanon (1986), Ashcroft, Griffiths e Tiffin (1989), Hall (2003) e Bhabha (2014), busquei estudar como a invisibilidade do protagonista resulta em diferentes representações do negro ao longo da narrativa. Ao final do trabalho, cheguei à conclusão que três principais representações de negros surgem devido às diferentes identidades que o narrador assume na história: a de “bom negro”, a de intérprete e  a de revolucionário.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester