CORPOS DIFERIDOS, PALAVRAS TUMULARES: UMA LEITURA DE NUNO RAMOS

Júlia Carolina Arantes (UFMG)

Resumo


Nuno Ramos é um multiartista que transita entre as artes visuais e a literatura; entre a materialidade e a linguagem; entre os corpos, as palavras e as imagens. A partir de um certo pensamento do corpo, o corpo tocante de Jean-Luc Nancy, leremos o ensaio literário “Manchas na pele, linguagem”, publicado em Ó. Nessa análise, buscaremos nos afastar da ideia de matéria como imanência absoluta ou como potência primordial incorruptível. Por conseguinte, buscaremos nos aproximar a um pensamento que compreende o corpo como existência exposta e diferida. A partir dessa reelaboração da ideia de corpo, investigaremos o contato entre corpo e linguagem. Analisaremos, portanto, como ambas as noções se aproximam, se tensionam e se transbordam e como tal contato produz sentido.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN  1807-9717


Indexado em:

                                        Capes    Latindex     Pkp     Ibict     Sumarios
     
 
                                                     DOAJ      LivRe           Dialnet
   
                               EBSCO     Funadesp      
 
 
                                        Harvester